Gostava de chegar ao fim do dia ainda com energia para ir correr ou treinar antes do jantar? O cafezinho da tarde só ajuda durante algum tempo, mas há uma substância natural, a coenzima Q10, que ‘recarrega as pilhas’ do organismo.

Substância natural idêntica às vitaminas, que pode ser tomada como suplemento diário, o Q10 veio tornar a vida mais fácil para quem vive cansada. Esta coenzima contribui para o metabolismo celular, ajudando as células a transformar os alimentos que ingerimos em energia. Desta forma fornece um estímulo natural e continuado, que não é possível encontrar noutros estimulantes como o ginseng ou o café. 

Os níveis de Q10 diminuem à medida que envelhecemos

O Q10 é produzido no organismo (no fígado) e os seus níveis nos órgãos vitais atingem o máximo aos vinte anos, começando a diminuir progressivamente a partir desta idade. Mas só por volta dos 40-50 anos é que começamos a sentir como os nossos níveis de energia desceram consideravelmente. Um suplemento de Q10 pode compensar esta quebra de forma natural.

Onde encontrar Q10?

Esta substância está presente na carne, soja, sardinha e brócolos, mas a sua ingestão a partir dos alimentos é limitada. E nem todos os suplementos são igualmente eficazes. A fórmula mais inovadora, que garante uma absorção superior, tem 100 mg de Q10 sob a forma de microcristais dissolvidos em óleo vegetal e pode ser encontrada nas farmácias. 

Múltiplos benefícios

A energia obtida através desta substância natural mantém-se durante o dia. E como todo o organismo é constituído por células, tomar Q10 traz também outros benefícios:

• Pele mais bonita: recarregadas, as células cutâneas trabalham com mais eficácia, o que resulta numa pele saudável, firme, elástica e capaz de combater ameaças como os radicais livres.

• Cabelo e unhas mais saudáveis: o aumento de energia também favorece o crescimento do cabelo, dando-lhe mais vida e volume, e a saúde das unhas.

• Células cerebrais: o cérebro é um consumidor voraz de energia e a suplementação com Q10 é um bom estímulo da atividade cerebral.

Saiba mais em www.q10.pt

SABIA QUE…

• As células que mais dependem do Q10 encontram-se no coração, no cérebro, no fígado, nos rins e no sistema músculo-esquelético.

• Tomar Q10 não tem efeitos secundários.

• As pessoas que tomam medicação para o colesterol têm mais necessidade de Q10.

Artigos Relacionados

Fazer Comentario

Su dirección de correo electrónico no será publicada.