Precisa de recuperar forças ou energias?

Dois conceitos muito saudáveis estão atualmente em pleno desenvolvimento:

  • A recuperação de forças através de uma limpeza fisiológica que permita a eliminação das toxinas do organismo;
  • Um retorno às origens para aliviar o stress acumulado ao longo dos anos…
    De seguida, abordamos a segunda opção, que diz respeito aos problemas e ao mal-estar ligados à nossa vida interior.

Os retiros
Os retiros são de natureza diversa: espirituais, emocionais, mentais, psicológicos…
O objetivo é “ficar em isolamento” durante algum tempo, afastar-se do turbilhão quotidiano, das rotinas e dos hábitos automáticos

Criar um espaço para se conseguir ver em profundidade, para o interior e a partir do interior… Para renascer,
realizado e com um reforço de clareza, de lucidez e de vitalidade.
Um retiro pode ser “orientado” por um “guia espiritual”, um “mestre” ou um formador para estabelecer um fio condutor
que será o tema de base do retiro escolhido. Aconselha-se escolher um “guia-mestre” com experiência (mais de 20 anos de prática de meditação, ensino e contemplação) e não dogmático (atenção aos gurus que arrastam multidões para movimentos sectários). Um verdadeiro mestre deve ser um guia, um acompanhante e não um professor que impõe os seus pontos de vista. Cuidado!
A sua presença deverá ser apaziguadora e substancial.
Escolher um retiro de silêncio é ótimo para acalmar a agitação mental e fazer renascer a clareza, a lucidez face às opções
da nossa vida, a “santa paz interior”.
O silêncio de um retiro deve ser acompanhado por exercícios físicos de alongamentos (yoga, QiGong…).

Para recuperar as energias, escolha um local inspirador, apaziguador, que permita a transformação pessoal que pretende alcançar:

  • o deserto para o silêncio;
  • a costa, junto ao mar, para uma revitalização;
  • a montanha, para encontrar força e energia;
  • um local místico, onde se sinta a energia acumulada.

Artigos Relacionados

Fazer Comentario

Su dirección de correo electrónico no será publicada.